Duelo entre Cruzeiro e Santos ficará para o Brasileirão

Irreconhecível, o Cruzeiro terá que mirar o Estadual para levar algo de positivo do primeiro semestre (crédito: Reuters)

Nada de Santos e Cruzeiro na próxima fase da Libertadores. Mesmo podendo perder por um gol de diferença, o Cruzeiro foi mal, muito mal, e saiu da maior competição do continente de cabeça baixa, a poucos dias da final contra seu maior rival. A derrota por 2 a 0 para o Once Caldas e a precoce eliminação não poderiam surgir em um período pior. Mas uma reviravolta em tempo recorde é bem possível.

O que não pode acontecer neste momento é deixar as lamentações tomarem conta, podendo exercer alguma influência já na primeira partida decisiva do Estadual.

No jogo de ontem, o Cruzeiro esteve irreconhecível. Nervoso e errando muitos passes, nem de perto lembrou o time vistoso e equilibrado, com bom toque de bola e uma saída rápida e mortal, explorando a velocidade de suas peças.

As ausências de velocistas como Thiago Ribeiro e Wallyson foram muito sentidas. Brandão com certeza renderia mais do que o argentino Ernesto Farias, que até hoje não mostrou a que veio. Quando for embora, não fará nenhuma falta.

A expulsão de Roger ainda no primeiro tempo fez o time sentir ainda mais a pressão. Deixou de tocar a bola e tentar fazer o tempo passar. Atraiu o Once Caldas, que em um dia primoroso, construiu boas jogadas e levou perigos constantes à meta azul.

Pablo esteve bem abaixo do esperado, assim como Montillo, Ortigoza e Victorino.

O Cruzeiro sai da Libertadores mas precisa esquecê-la desde já. Deve mirar o foco para uma outra competição, que agora ganha uma importância ainda maior. A responsabilidade aumenta e o que passou deve servir de lição.

A beleza do futebol está em sua imprevisibilidade. Tudo pode ir por água abaixo em um dia em que nada der certo. Toda a campanha da primeira fase, melhor ataque, goleadas, de nada adiantaram.

A motivação terá que ser tirada de algum lugar para levar o time à altura do elenco e do futebol até então apresentado, que lhe rendeu elogios e previsões quase certas.

O duelo com o Santos ficará para o Campeonato Brasileiro.

Anúncios

Sobre Daniel Ottoni

Desde 2011, repórter de esportes especializados do jornal O Tempo, de Belo Horizonte. Fale comigo no d.ottoni@gmail.com
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Duelo entre Cruzeiro e Santos ficará para o Brasileirão

  1. Dedé Villela disse:

    Pior do que o jogo ruim do Cruzeiro, foi a atitude anti-desportiva do Cuca ao agredir o jogador Renteria, do Once Caldas. Ele ainda teve a cara de pau de dizer, na coletiva pós jogo, que foi o jogador quem se chocou com ele, que fazia apenas o movimento de pegar e recolocar a bola em jogo rapidamente. Lamentável…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s