Mais uma para a conta do Imperador. Próximo!

A paciência dos dirigentes parece estar acabando. Adriano pode ter, no Brasil, sua última cartada.

Como muitos já previam, o atacante Adriano durou pouco tempo na Roma. Depois de apenas oito jogos e nove meses sem marcar um único gol, o time italiano resolveu rescindir o vínculo com o jogador, que acumula atrasos e desinteresse pela carreira profissional.

Adriano se reapresentou com atraso à Roma, no mês passado, depois de ser autorizado pelo clube a tratar de uma lesão no ombro no Brasil. Por aqui, foi visto se divertindo em algumas oportunidades. Quando voltou, não compareceu a um exame, deixando os dirigentes ainda mais furiosos.

Agora clubes brasileiros começam a se bicar para contar com o futebol do Imperador. O Newcastle também demonstra interesse. Quem for ficar com o jogador, terá que desembolsar um alto valor e correr o risco de perder uma boa quantia, além de sair da história com a imagem arranhada. Foi o caso da Roma, que arriscou e acabou sendo prejudicada.

Aqui no Brasil, Adriano é mais feliz. Está perto da família, que pode ajudá-lo a ter a cabeça um pouco mais centrada. Acredito que, no futebol brasileiro, as chances de Adriano corresponder ao investimento é alta. Maiores, inclusive, que as de Ronaldinho Gaúcho. Por mais que incontáveis notícias sobre o descaso do jogador sejam publicadas, o que vale para os dirigentes, realmente, é o desempenho dentro de campo. E por aqui, ele se sobressai. As passagens por São Paulo e Flamengo são bons exemplos. Se ele render dentro de campo, trazendo títulos, cada nota sobre as escapadas do atacante terão valido a pena.

No futebol brasileiro, a aceitação para as irresponsabilidades do jogador é maior. Sem ele, o ataque pode não ter o mesmo desempenho, a visibilidade da ‘marca’ será menor e o risco pode valer a pena. É pelo que vai torcer seu próximo clube.

Acho que pode ser a hora de Adriano tentar retornar. de vez. ao futebol brasileiro. Fazer um final de carreira proveitoso por alguma equipe que lhe dê uma chance para mostrar que ainda é possível. É o que todos os brasileiros esperam. Qualidade o jogador já mostrou, mas a esperança de rever boas atuações e belos gols diminui drasticamente a cada episódio.

Pode ser sua última cartada.

 

Anúncios

Sobre Daniel Ottoni

Desde 2011, repórter de esportes especializados do jornal O Tempo, de Belo Horizonte. Fale comigo no d.ottoni@gmail.com
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s