Mais treino do que jogo

Felipe Melo é um dos esquentadinhos que podem deixar o Brasil na mão...

O Brasil fez dois amistosos na África, antes da Copa.

Vitórias contra Zimbábue e Tanzânia (alguns confundiram com Tasmânia) serviram para pouco. Deram ritmo de jogo para os jogadores, especialmente para Kaká, retornando de contusão.

Mostrou alguns erros que precisam ser corrigidos, principalmente na defesa. E ainda, de relance, externou como alguns jogadores podem perder fácil a cabeça em uma partida. Se Luís Fabiano e Felipe Melo se irritaram com lances bobos em uma partida que não valia nada, o que se esperar quando o Brasil estiver em uma fase decisiva?

Seria mais proveitoso disputar amistosos com quem vai disputar o Mundial e tem um time um pouco mais arrumado e preparado. Suíça, México e Sérvia seriam boas opções.

As duas seleções africanas não tinham nada a perder. Os jogadores, despreparados, podiam machucar um brasileiro a qualquer momento. Não se trata de uma regra, mas o risco seria grande.

Tirando o fato de que a motivação deles estaria lá emcima. Quando eles enfrentarão a seleção mais poderosa do mundo novamente?

Difícil imaginar que outro fator, fora dinheiro, tenha motivado a realização dos amistosos. Os dois jogos pouco ajudaram.

Agora é confiar que um bom papel será feito pelos escolhidos de Dunga.

Anúncios

Sobre Daniel Ottoni

Desde 2011, repórter de esportes especializados do jornal O Tempo, de Belo Horizonte. Fale comigo no d.ottoni@gmail.com
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s